A economia e o mercado imobiliário

A economia e o mercado imobiliário

13 June 2017

Em Barcelona, você raramente ouve demandas por um maior equilíbrio entre trabalho e vida social. O conceito já está profundamente arraigado na cultura. Á medida que a economia da Espanha volta a crescer e a cultura nômade digital global permite que cada vez mais pessoas trabalhem remotamente, a cidade está se tornando um polo para jovens famílias em busca de uma maior qualidade de vida, bem como para empresários com liberdade e flexibilidade para escolher sua base. Barcelona, com seu estilo de vida descontraído, escolas fantásticas e agitação inerente, está no topo da lista. Compre um imóvel em Barcelona e você terá acesso a um estilo de vida onde a comunidade, a família, os amigos e a natureza abundante são os alicerces do cotidiano.

A economia em Barcelona

À medida que a Espanha emerge da crise de 2008, há um renovado interesse em investir em Barcelona. O Instituto de Estatística da Espanha demonstra um aumento de 36% nas vendas entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. Somente entre a Espanha e a China, transações comerciais que somam 800 milhões de euros foram processadas de janeiro a novembro de 2016 e, no total, a economia espanhola cresceu cerca de 3,2% em 2016. Os preços de imóveis tiveram um aumento de 15% entre 2014 e 2016, embora Barcelona permaneça em média 3,5 vezes mais barata do que Londres. Em 2017, os preços devem aumentar em áreas como Les Corts, Sarriá, Ciutat Vella e Eixample em até 20%, e entre 15 e 18% no resto da cidade. O momento de investir é agora.

O mercado imobiliário em Barcelona

Em termos de tendências imobiliárias, os incorporadores estão comprando edifícios antigos cheios de personalidade e transformando-os em imóveis de luxo. As principais áreas desta transformação incluem a Ciutat Vella, que engloba El Gòtic, El Raval e El Born, e Eixample, caracterizado por seus belos prédios modernistas e residentes abastados. As estatísticas locais indicam que um pouco menos de 50% das vendas realizadas em 2016 envolveram imóveis recém reformados, uma vez que os investidores buscam investimentos fortes de longo prazo onde não precisam se preocupar com manutenção, fiação antiga e encanamento que possa dar problema no futuro. Em 2017 e 2018, este é o mercado onde a demanda deve aumentar à medida que o interesse ultrapasse a oferta. Os preços de imóveis ainda permanecem em torno de 20 a 30% abaixo do pico de 2007. As baixas taxas de hipoteca históricas, estabelecidas pela Euribor (que chegou ao 12º mês consecutivo em baixa) também estão incentivando o investimento.

Nos 3 primeiros trimestres de 2016, € 894.925.200 em transações imobiliárias foram processados. Embora cerca de um quarto dos compradores que adquiriram imóveis em Barcelona em 2016 sejam da Espanha, foram os investidores estrangeiros dos EUA/Canadá, Suécia, França, Américas, China e Reino Unido, que constituíram o perfil demográfico restante. Enquanto a maioria dos europeus é atraída pelos imóveis de ótimos preços e pela cultura de estilo de vida aspiracional de Barcelona, os investidores norte-americanos, chineses e latino-americanos, apoiados pelo dólar forte, são atraídos pelas excelentes universidades e pelo sistema educacional de Barcelona, onde a compra de um imóvel assegura a seus filhos o acesso a uma educação europeia à medida que envelhecem.

Barcelona é uma cidade cercada de natureza, circundada pelos rios Besós e Llobregat ao norte e ao sul, pelas montanhas ao oeste, e pelo mar ao leste. Consequentemente, novas construções são extremamente raras, uma vez que o centro de Barcelona possui tão pouco espaço disponível, o que agrega valor aos imóveis já convertidos. As construções novas não são abundantes, pois muitos edifícios existentes possuem inquilinos que se beneficiam do controle de aluguéis, que são transmitidos de geração em geração e fazem com que as famílias não queiram vender. As construções novas encontram-se geralmente em bairros localizados na periferia da cidade, como Sarriá / Pedralbes (ao oeste), Diagonal Mar/Glories (ao norte), Gavá (ao sul) ou mesmo em áreas do bairro de Gràcia, mais distantes do centro.

As melhores escolas de Barcelona

Barcelona é conhecida pela sua excelente seleção de escolas internacionais, estando a maioria concentrada no luxuoso bairro residencial de Pedralbes (localizado a cerca de 20 ou 30 minutos da Ciutat Vella, Gràcia e Eixample). Para os originários de países de língua inglesa que querem educar seus filhos no sistema britânico, as opções incluem a Escola Britânica de Barcelona, Kensington e a Oak House School, e os estudantes americanos são atendidos pela Escola Internacional Benjamin Franklin e pela Escola Americana. Além disso, existem diversas escolas trilíngues, como a St. Paul’s, e renomados liceus para famílias francófonas. Para aqueles que estão pensando em se mudar com crianças pequenas, há uma incrível variedade de creches disponíveis, desde aquelas administradas pelo governo até métodos alternativos, incluindo pequenos grupos quase familiares com um alta índice de professores para o número de crianças, Montessori, Waldorf, e tem até mesmo escolas da floresta disponíveis.

As taxas de escolas internacionais custam a partir de cerca de € 700 por semestre por criança. Para as famílias interessadas em educar seus filhos na Espanha, há escolas públicas bem conceituadas onde o ensino pode ser trilíngue, com ênfase no catalão. Uma ótima opção são as concertadas, escolas públicas semiprivadas, que são subsidiadas pelo governo.  Aqui, a qualidade do ensino é consideravelmente melhor e há um forte foco na aprendizagem de inglês. Com diversas opções de ensino disponíveis para cada orçamento, as famílias que estão se mudam para Barcelona não terão dificuldade de achar a opção certa para seus filhos.

Ninguém em Barcelona utiliza norte/sul/leste/oeste para indicar as direções. O mapa de Barcelona é normalmente mostrado de cabeça para baixo, para evitar confusão. Siga o costume local e use Besós para o norte, Al Mar para o leste, Llobregat para o sul e Collserola (o nome do parque situado nas montanhas) para o oeste. ​

- Added to shortlist

- Removed from the shortlist

Undo