Intendente

Jantares pop-up, shows, mercados de artesanato vintage, exposições de arte e DJs tocando em terraços – tudo acontece em Intendente. Juntamente com os bairros vizinhos da Mouraria e Anjos, Intendente está em um ótimo momento, evoluindo rapidamente para tornar-se um dos bairros mais bacanas de Lisboa. O momento crucial aconteceu quando o prefeito de Lisboa, Antonio Costa, mudou seu gabinete para lá há alguns anos, reivindicando a antiga fábrica da icônica marca de azulejos “Viúva Lamego” para si. Isso provocou a limpeza das ruas de Intendente e a revitalização de sua praça central, antes frequentada pela porção mais marginal da sociedade e agora um chamariz onde hipsters comem brunch nas calçadas ensolaradas. Logo após os mendigos e prostitutas deixarem o local, os artistas e hipsters da cidade ocuparam o bairro, atraídos pelos aluguéis baratos, pela localização central e pelo potencial que viram em seus palacetes do século XIX em ruínas.

As ruas labirínticas e as elegantes praças do bairro combinam agora espaços inovadores de co-working, ateliês criativos e bares descolados com oficinas mais tradicionais, enquanto nos diversos cafés, os moradores locais se encontram para discutir como melhorar o bairro e tornar Intendente um modelo de transformação social ao invés de um modelo de gentrificação.  Em Intendente, as fronteiras entre o passado tradicional e o futuro multicultural de Lisboa se confundem lindamente.

Um dos grandes atrativos para que a geração mais jovem da cidade e os turistas começassem a frequentar o bairro é sua localização, a apenas 10 minutos a pé da Baixa, que é considerada o coração da cidade.  Ao contrário da maior parte de Lisboa, o bairro é predominantemente plano, o que torna-se um atrativo para jovens famílias que procuram um lugar com preço acessível para criar os filhos.

- Added to shortlist

- Removed from the shortlist

Undo